Tá fazendo arte aí, menino?

Fazendo arte!

Já parou para pensar como a educação é um fator determinante para nossas escolhas de vida? Outro dia estava com a mãe de um dos nossos Zezinhos que me explicava o motivo de tanta surra que a criança levava. O resumo da conversa foi, mais ou menos, assim: “esse garoto só faz arte, só apronta Dona Dag. Vive com a cabeça no ar, não presta atenção em nada, é um arteiro”. Opa, agora caiu a ficha.

Para quase duas gerações de pais e mães, arte é sinônimo de bagunça, falta de educação e respeito. O título deste artigo foi retirado da expressão comum de quem pega a criança escrevendo na parede da sala, mexendo em tomada, fazendo algo que, na visão dos pais, não deve. E tome chinelada. Todo educador sabe que, se uma criança não tem como se expressar no seu ambiente familiar, ela vai se reprimir ou se rebelar por meio de travessuras como esta ou pior. A diferença é que as marcas de tinta na parede podem ser limpas com um pouco de água e sabão. E como ficam as marcas da criança que vai crescer acreditando que arte é igual a castigo?

Vejo isso em homens e mulheres maduros, aqueles tipos que guardam um sonho secreto de realização que não encontraram em suas profissões, que ficaram duros, frios. Isso é falta de arte na vida, falta de expressão. Um dos fatores que encantam qualquer um que visita a Casa do Zezinho, é a presença de arte em cada parede, em cada canto da Casa. É uma volta à infância perdida. Os olhos dos empresários brilham ao resgatar essa liberdade. É claro que a maioria não fala nada, mas o meu papel como educadora é perceber coisas assim. Nestas horas, eu até posso ver a criança de cada um, doida para sentar junto com um Zezinho na aula de cerâmica, no mosaico e soltar um pouco dessa imaginação reprimida. Deveriam, mas não o fazem. E depois vão dar “chineladas” nos próprios funcionários. Que desperdício!

Educação e Arte são irmãs no processo de aprendizado e desenvolvimento sadio de qualquer ser humano. Pintura, escultura, teatro, música, literatura. Não estou dizendo que é certo a criança colocar o dedo na tomada. Estou dizendo que é preciso criar um espaço para este tipo de expressão dentro de casa, além da escola. Com a mãe daquele Zezinho eu consegui resolver a questão. Agora é com você. Te vejo por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s