1.500 Estrelas

1500 estrelas

” Não devemos ter medo dos confrontos… até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas.” – Charles Chaplin

Mudar o ponto de vista de alguma ideia ou hábito que há muito nos acompanha reserva tempo e paciência. Não conheço ninguém que já nasceu pronto e preparado para o que a vida vai oferecer, seja de bom ou de ruim. Nestes anos todos, tive a oportunidade de presenciar tantas transformações positivas em crianças, adolescentes e adultos que só posso firmar, cada vez mais, a minha crença nas artes,  na educação e na pedagogia como ferramentas fundamentais para o desenvolvimento integral de qualquer ser humano.

É um acreditar que não precisa ser comprovado por números e planilhas com resultados de sucesso, isso serve para o olhar de fora, de quem não pode estar aqui com a gente todos os dias. No olhar de dentro, os resultados estão nos sorrisos, na vontade de mudança, na curiosidade despertada por uma oficina cultural, no desejo de seguir uma profissão.  A descoberta da beleza, do lúdico e a conquista da confiança que estes Zezinhos depositam nos educadores só pode ser verdadeiramente entendida se você conhece um pouco sobre o bairro e o nosso entorno. É só clicar no site da Casa do Zezinho pra saber.

Em um lugar onde tudo parece que falta, sobra alegria e coragem que muitos adultos ficam devendo. Essa é a mudança de hábito, o de reclamar sem motivo, o de não acreditar na evolução de um estado para outro e na capacidade de brilhar e fazer a diferença. Basta ver uma criança correndo para dentro da sala, desenho novo nas mãos, sua obra-prima cheia de orgulho, para esquecer as frias estatísticas que colocam a educação no fim da fila das prioridades. Nestas horas, eu nem ligo porque criança não é número, é adjetivo. Criança sempre é mais, é singular na sua individualidade e plural nas suas possibilidades e é isso que importa. Que venham muitas, sempre.

Tenho a sorte de não precisar esperar pela noite para olhar o céu e buscar uma estrela. Tenho 1500 estrelas ao meu lado todos os dias, de brilhos coloridos e variados. Meu desejo? Que o desejo delas se realizem. Espero que este seja o seu também. Até a próxima.

” Há quem me julgue perdido, porque ando a ouvir estrelas. Só quem ama tem ouvido para ouvi-las e entende-las.” – Olavo Bilac

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s