Garoto de 9 anos lê 373 livros em cinco anos e é criticado por diretora de biblioteca

o-TYLER-WEAVER-LIBRARY-CONTEST-facebook

por Gustavo Magnani

Jamais imaginei que uma diretora de biblioteca criticaria um garoto de nove anos por, acredite se quiser, ler demais. Isso aconteceu com Tyler Weaver, estudante do ensino fundamental de uma cidade do estado de Nova Iorque. Isso tudo porque o menino venceu cinco vezes um concurso de leitura da biblioteca pública “Hudson Falls”. E aí a diretora do local, Marie Grandon, revelou ao jornal local “Huffngton Post” que ele deveria abandonar seu trono e dar a chance para outro.

Para ela, ele “contamina” qualquer possível disputa, pois ele desestimula [?] outros colegas de competir. Assim, ela pretende mudar as regras do concurso e ao invés de premiar o vencedor por mérito, pretende fazer um sorteio. Ao invés de criar prêmios para o segundo lugar, homenagear e honrar a dedicação e paixão por livros de Tyler, ela prefere exclui-lo e silenciar sua extrema habilidade.

Atualmente, o concurso de leitura ocorre no verão, onde as crianças que lerem ao menos dez livros são convidadas para um tipo de festinha no final do verão. O “problema” começa quando Tyler, que já leu 373 livros para o concurso, vence todos os anos, por razões óbvias e, ao invés de ser usado como exemplo, é tido como um empecilho.

E foi nessa linha que o jornal apareceu: para exaltar o garoto, mas a diretora não enxerga motivo de comemorações [!?]

A mãe de Tyler, Katie Weaver, declarou a insatisfação dela e do filho:

“Quando ele ouviu o que a diretora disse, ficou bastante irritado. Ele nunca pensou que ser bom em leitura pudesse ser uma coisa negativa. E ele não deveria [pensar isso]. Ele entendeu que a diretora está errada. […] Acho que Tyler merece desculpas. Quero que ele saiba que mesmo que alguém discorde, se é algo que ele quer alcançar, acho que ele deve seguir em frente. Ele aprendeu uma grande lição sobre ignorar a negatividade.”

Foi então que a emissora local WTEN convidou o garoto para uma entrevista, que solicitou a não mudança nas regras do concurso:

“Ela [diretora] disse que para cada dez livros, você tem de colocar o seu nome em um trecho dele. Mas se algum garoto ler dez livros e vencer, isso não é justo. Ele não se esforçou o suficiente para isso.”

Felizmente, Michael Herman, o presidente do conselho de curadores da biblioteca, publicou uma nota se retratando:

“infelizmente, alguns comentários infelizes ofuscaram as realizações de Tyler Weaver e de todos os participantes do nosso programa”.

Todavia, admitiu que as regras do concurso serão revistas. E tomara que sejam mesmo: Tyler Weaver merece uma premiação honrosa.

Mas ele admitiu que o conselho vai rever as regras do concurso.

 

fonte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s