A magia das pequenas anciãs

make-believe 3Minhas crianças me surpreendem a cada dia. Elas testam meus limites de maneiras que eu mesma teria dificuldade em fazer. Através delas, fica mais fácil entender a minha capacidade de mudança, principalmente naqueles lugares mais sensíveis que a gente nunca quer mexer. As meninas parecem que já nasceram mais adaptadas para tal. Aquela sensibilidade, aquela sutileza que surge da pureza e da maternidade instintiva, presente em cada mulher, inclusive na infância. Minhas netas ilustram bem essa ideia. Nelas, nessas crianças futuras, a maturidade já é uma ferramenta. A gente tem que ficar ligada nas crianças para perceber. Essas pequenas anciãs que brincam de casinha, famílias imaginárias e dançam descalças na grama. Essa alegria natural que falta pra muita gente, elas distribuem de graça. Eu, uma privilegiada e cada um que tiver uma criança em casa, também.

A pedagogia, a capacidade de aprender e repassar experiências saudáveis, é essencial para desfrutar a vida. Quantas vezes a magia é perdida, desperdiçada na busca pela felicidade idealizada, aquela que aparece apenas nas telas de cinema, nas revistas que falam de artistas, suas casas grandes e cheias de grana? Para as crianças, imaginar diferentes realidades, é perceber de maneira natural que cada fantasia, guarda em si, a semente da perseverança. Elas fazem das brincadeiras, realidade. Elas acreditam. Dá até pra chamar de fé, né?

make-believe1Repare nas suas crianças. Se existe um ambiente para que elas se manifestem, sejam elas mesmas, sem essa necessidade insana que gente grande busca para arrumar mais e mais dificuldades e esquecer que a vida também guarda muitas alegrias, surge um presente. Surge a fé, surge a esperança.

Vai pisar na grama, brincar de casinha, vai se distrair e resgatar aquela fase mais leve, mais feminina. Cada criança é um lembrete, uma alternativa para enxergar mais distante e aproximar cada um da sua tarefa principal: realizar-se e seguir em frente, mais sábia e mais feliz.

Fui.

Ps.: A Casa do Zezinho realizou uma tarefa pedagógica com as crianças onde todas deveriam escrever uma redação, poema, etc sem a letra “o”. Surgiram textos maravilhosos. Este é o meu. Experimente essa brincadeira, use a sua imaginação e faça um você também🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s