As cores do meu coração

Sao Paulo, SP, Brasil    22/Julho/2005 Bandeira do Brasil estilizada, feita com folhas de bananeira e lantejoulas Foto Adri Felde/Argosfoto

O Brasil não é para principiantes. – Tom Jobim

Posso dizer que sou uma cidadã do Mundo. Já consegui realizar alguns dos meus sonhos de viagem e conhecer lugares que sempre vão estar guardados com carinho na minha memória. E se o Patrão lá de cima permitir, ainda vou para África, Austrália, pro Congo e para onde mais a Casa do Zezinho precisar que eu vá. Eu tenho amigos franceses, americanos, alemães, africanos, amigos em todo e cada canto. Mas o meu lugar sagrado mesmo é o Parque Santo Antônio, minha casa e meu quintal, minha varanda e meu mirante de observação. Daqui, eu enxergo o Mundo e os mundos, eu enxergo todo mundo.

Ao enxergar o mundo, cada um escolhe a cor que quiser. Alguns escolhem ver as coisas em preto e branco, na base do tudo ou nada. No meu pensamento, essa dualidade pode complicar um pouco. Se eu pensasse que as coisas são apenas o que são, não valeria a pena lutar por uma reforma social e na educação. Também existem aqueles que tentam enxergar tudo rosa (tá difícil, mas tem!). É bem legal ter um pensamento positivo, confiante. Só não pode usar para escapar de uma realidade responsável, do nosso chamado diário para vida concreta e as realizações que ela pede. Como diz aquele ditado, “Cabeça nas nuvens e os pés no chão”. E não posso esquecer daqueles que só enxergam o vermelho. Esses são os radicais, sempre bravos com tudo que não dá certo na vida e principalmente do jeito que eles querem. Tem até um nome moderno para isso (os Zezinhos me explicaram), Haters. Na minha opinião, odiar alguém ou alguma coisa só vai multiplicar a insatisfação e piorar tudo. Haters, tô fora.

Brasil 02A palavra cuidado vem de cuidar, proteger. E a gente só protege aquilo que ama, o que ganhou a gente, nossa afetividade. Eu sou intensa em tudo que faço e o amor não é uma exceção. É por isso que eu me cuido em todos os sentidos. Eu cuido do que falo, penso e realizo. Então pela minha consciência passam todas as cores. E, em primeiro lugar, a consciência de que amo meu lugar de nascimento mais que tudo.

Tem aquela palavra africana para saudade, o banzo (do quimbundo mbanza, “aldeia”). É bem isso. Essa é minha aldeia, foi meu Pai quem me deu e eu preciso continuar aprendendo a cuidar dela da melhor maneira possível. É um trabalho dos mais difíceis, quase sem recursos além daquela vontade de mudança que enche o peito da gente de orgulho quando vê um Zezinho entrando na faculdade, contando que um parente conseguiu um emprego ou largou um vício. Quando a comunidade consegue ter uma noite de paz e acorda querendo compartilhar e distribuir paz. Realizações como essas que fazem o meu coração se encher de banzo quando viajo, querendo voltar correndo pra minha aldeia. Você já viu aquelas pessoas que choram quando tem que deixar o seu lugar e choram mais ainda quando conseguem voltar? Então, é isso.

Brasil 03Eu escolhi as cores que eu carrego, as cores da Casa do Zezinho, as cores do meu país. E o meu país não se mistura com palavrão na mesma frase, não. Eu sempre nadei contra a corrente e vou continuar nadando. As cores que eu defendo são da própria Natureza, são as cores do meu coração, verde, azul, branco e amarelo. Pensa nisso quando quiser postar alguma coisa sobre o seu país nas redes sociais. Pensa na alegria e no orgulho de ser de um país que inventou a bossa nova, profissionalizou o futebol e o Carnaval, abraçou todos os imigrantes do mundo e que ainda pode ser tudo que você sonhar.

Ajude a construir esse sonho. Ajude a você mesmo, a sua aldeia chamada Brasil. Como já disse o maravilhoso Jobim, aqui não é lugar para amador, não. Então vamos educar, vamos ensinar e dar consciência e forma para que o sonho de cada um se realize. Agora, já.

Posso contar com você? É claro que posso!

Fui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s