A VIDA COMO UM PROJETO

Lego

Quem dera eu achasse um jeito
de fazer tudo perfeito,
feito a coisa fosse o projeto
e tudo já nascesse satisfeito

Mario Quintana

Me pediram para falar sobre projetos esta semana e é claro que não dá para descrever tudo aqui. Entre projetos e oficinas, temos mais de 25 ações ativas e muitas outras em desenvolvimento (que você pode conferir e saber mais como participar, clicando aqui). Me perguntam muito sobre projetos nas minhas palestras e a resposta não é simples. Acredito que um projeto só pode acontecer por meio do envolvimento socio-emocional dos colaboradores e parceiros, coisa que não é fácil de conseguir. A maioria pensa que a questão é puramente financeira mas isso não é verdade. Boa parte dos colaboradores da Casa do Zezinho se envolveram principalmente pela ideia de fazerem parte de algo maior do que eles mesmos. Eu sempre defendi a “mão na massa” e a participação ativa em cada movimento da Casa do Zezinho no seu entorno. Existe um resgate fundamental, uma alegria única em participar ativamente em qualquer ação que fazemos. A primeira resposta vem do sorriso das crianças, do senso de comunidade e do resultado positivo nas famílias e pessoas envolvidas. E tem mais.

Projeto só se realizam por meio de pessoas. Não empresas, pessoas. Você pode ser um grande empresário trabalhando em um multinacional ou um pedreiro da periferia, não me importa. O que me importa é a sua sensibilidade diante do mundo, sua consciência de participação. Já recebi gente muito importante querendo contribuir para Casa do Zezinho e recusei. Por quê? Não enxerguei o coração. Não vi o fulano abaixando pra olhar a criança nos olhos, conversando com os adolescentes sobre seu crescimento, etc. É muito difícil para qualquer ONG no Brasil recusar parcerias mas eu prefiro estar junto de quem está junto comigo. Meus parceiros e colaboradores são algo que sempre busquei quando resolvi iniciar o sonho de um lugar que respeite a criança e o adolescente: são pessoas do Bem, buscam alternativas sustentáveis para melhorar o mundo e sabem muito bem o que deve ser feito. E as empresas onde trabalham também.

Abraço!

Quem já viu um diretor de empresa levantando um muro ou pintando uma parede com um baita sorriso no rosto? Aqui tem. Quem já viu uma celebridade sentar no chão, cercada de crianças, para fazer um mosaico sem ter câmera ligada filmando? Aqui tem. A Casa do Zezinho não vive de projetos, vive de pessoas. Se você tem qualquer ideia que deseja colocar em ação, lembra disso. Em cada Oficina Pedagógica existe um ser humano consciente da escolha que está fazendo, da sua contribuição para o futuro de muitos e do prazer que dá ser útil, seja como colaborador ou parceiro. E a gente precisa de mais, muito mais para continuar mostrando que dá pra mudar, dá para transformar e fazer mais gente se sentir feliz e realizada.

Afinal, o maior projeto que existe é a própria vida. A sua, a minha, a do planeta. Fui.

VOTE NA TIA DAG PARA O PRÊMIO CLAUDIA 2015 AQUI

Tia Dag Premio-claudia-2015

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s